pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Nossa praia é vida

20/02/2021 - As campanhas de educação ambiental são fundamentais para a divulgação dos trabalhos de pesquisa e conservação das tartarugas marinhas, além de permitir um bom espaço de interação com diversos segmentos da sociedade. ↓

As campanhas de educação ambiental são fundamentais para a divulgação dos trabalhos de pesquisa e conservação das tartarugas marinhas, além de permitir um bom espaço de interação com diversos segmentos da sociedade. Muitas praias do litoral brasileiro possuem uma grande concentração de desovas de tartarugas marinhas e concentram também um alto fluxo de turistas, a exemplo da praia de Pirambu em Sergipe. Os primeiros dois quilômetros da praia de Pirambu registram altas proporções de desovas de tartarugas marinhas. E, neste trecho de praia, o fluxo turístico (pessoas e veículos), especialmente nos feriados, aumenta consideravelmente. Algumas interferências antrópicas foram surgindo ao longo dos anos: pessoas e veículos pisoteando os ninhos, rastros (sulcos) deixados nas areias por veículos (dificultando ou impossibilitando a chegada dos filhotes ao mar), utilização de fontes de iluminação artificial nas praias (causando desorientação de fêmeas e filhotes), dentre outros.

A TARTARUGA MARINHA é a mais antiga moradora desse local – essa é a principal mensagem da campanha intitulada SOS Ninhos, a qual é realizada no trecho acima mencionado. Abordagens educativas, caminhadas de filhotes com turistas, veranistas e moradores são realizadas durante a temporada reprodutiva, sendo essas ações intensificadas em períodos festivos. A proteção dos ninhos nessa área é feita de forma diferenciada, através da sinalização com placas e pequenos cercados para facilitar a visualização e monitoramento dos mesmos.

A Campanha SOS ninhos teve início na temporada 2010/2011 com o objetivo de manter os ninhos in situ, ou seja, nos locais que as tartarugas escolhem para desovar. Anteriormente, todos os ninhos desse trecho de praia eram manejados para o cercado de incubação ou para locais mais afastados dessa área de uso pelos banhistas, a fim de diminuir a exposição dos ninhos às ameaças antrópicas, principalmente às relacionadas com fotopoluição e trânsito de veículo nas praias. São áreas muito densas com cerca de aproximadamente 400 ninhos a cada temporada reprodutiva.

Ao longo dos anos foram alcançados ótimos resultados para as tartarugas marinhas através dessa campanha educativa, houve redução significativa do trânsito de veículos na praia de Pirambu e também uma perceptível mudança de comportamento da comunidade em relação a presença e elevada quantidade de ninhos. Entretanto, com a redução das equipes nas bases de pesquisa, decorrente dos problemas causados pela pandemia (atividades de monitoramento e auto sustentação estavam parcialmente suspensas desde março/2020), estas foram retomadas de forma reduzida e gradual no início do mês de setembro. Os problemas se acentuaram novamente nas áreas prioritárias para a conservação, necessitando ainda mais do apoio da sociedade neste momento para garantir a proteção dos ninhos. As marcações diferenciadas continuam sendo realizadas em alguns trechos de praia e chamam a atenção de turistas que buscam informações nas barracas de praia. Dessa forma, a comunidade está se envolvendo com o trabalho de conservação. Porém, existe a necessidade de maior envolvimento da sociedade a fim de coibir  atividades que ameacem os ninhos e o desenvolvimento dos filhotes, principalmente em relação ao trânsito de veículos nas praias, respeito às marcações dos ninhos e iluminação artificial.

Tartaruga Tartaruga-de-couro ou Tartaruga-gigante

Ubatuba - SP

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras