pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

de couro ou gigante

Couro

Tartaruga de couro acompanhada por peixes-piloto e rêmoras.

Couro

Tartaruga de couro retorna ao mar após desovar.

Couro

Couro

Tartaruga e couro desova junto a restinga.

Couro

Técnico acompanha desova de tartaruga de couro.

Couro

Couro

Técnico realiza biometria em tartaruga de couro.

Couro

Couro

Tartaruga de couro prepara cama para desovar.

Couro

Couro

Couro

Couro

  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex

Nome Científico: Dermochelys coriacea

Nomes comuns: de couro ou gigante

Status internacional: Vulnerável (classificação da IUCN)

Status no Brasil: Criticamente ameaçada

Distribuição: Todos os oceanos tropicais e temperados do mundo.

Habitat: Vive usualmente na zona oceânica durante a maior parte da vida. A única área regular de desova conhecida no Brasil situa-se no litoral norte do Espírito Santo.

Tamanho: Até 178cm de comprimento curvilíneo de carapaça.

Peso: Em média 400kg. O máximo peso já registrado foi 916 kg.

Casco (carapaça): Composto por uma camada de pele fina e resistente e milhares de pequenas placas ósseas, formando sete quilhas ao longo do comprimento, daí o nome popular, de couro. Apenas os filhotes apresentam placa

Cabeça: Proporcionalmente pequena, com mandíbulas poderosas em forma de W, com lâminas afiadíssimas para a captura de águas-vivas.

Nadadeiras: As dianteiras podem atingir mais de dois metros.

Dieta: A dieta é composta por zooplâncton gelatinoso, como celenterados, pyrossomos e salpas.

Estimativa mundial da população: 34 mil fêmeas em idade reprodutiva.

Curiosidades: A área conhecida com desovas regulares situa-se no litoral norte do Espírito Santo, com relatos de desovas ocasionais no Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Há também registros de ocorrências reprodutivas no Piauí.

Petrobras