pagina inicial
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Resultados

As populações de tartarugas marinhas estão se recuperando

Após 40 anos de atividade no Brasil, a Fundação Projeto Tamar já colheu os primeiros frutos do seu trabalho. Quatro estudos científicos, com análise de dados de mais de 15 anos, revelaram tendência de recuperação das populações de quatro das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) e tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea). As pesquisas também indicam que a população da tartaruga-verde (Chelonia mydas) esta estável. Esses estudos foram publicados em revistas internacionais de grande relevância cientifica e também apresentados em simpósios e congressos.

Os resultados alcançados até aqui são derivados dos esforços contínuos de conservação e pesquisa, das atividades de sensibilização e de educação ambiental desenvolvidas nas bases e centros de visitantes, em associações de pescadores, empreendimentos e programas específicos realizados com as comunidades locais do entorno das praias de desova e de alimentação.

As respostas das populações de tartarugas marinhas ao programa contínuo de conservação, são graças ao apoio e envolvimento de toda a sociedade. As comunidades costeiras mudaram o comportamento ao longo dos anos e passaram de predadores a aliados. E a sociedade, de forma geral, também está sensibilizada e aliada à causa conservacionista. Os centros de visitantes e as bases de pesquisa recebem cerca de 1 milhão visitantes/ano, num sinal de adesão e comprometimento com a sobrevivência desses animais.

Apesar dos resultados positivos, todas as 5 espécies ainda estão ameaçadas de extinção, sendo necessário continuar nosso trabalho frente aos novos desafios. As fêmeas e desovas das tartarugas marinhas não são mais alvos de intenso uso direto. Hoje, as ameaças estão associadas principalmente às capturas não intencionais pelas pescarias costeiras e oceânicas, ao desenvolvimento costeiro (iluminação artificial, trânsito de veículos e descaracterização das praias), à poluição marinha e às mudanças climáticas.  

Portanto, é necessário que, com o apoio dos diversos atores da sociedade, mantenhamos os nossos esforços de pesquisa e conservação por muitos mais anos.

Resultados da Fundação Projeto Tamar em números:

- Mais de 43 Milhões de tartarugas marinhas protegidas;
- Tendência de recuperação das populações de 4 espécies de tartarugas marinhas e uma permanecendo estável;
- Presença em 23 localidades de 8 estados brasileiros;
- Cerca de 25 mil ninhos protegidos a cada temporada de desova;
- Cerca de 40 Anos de coleta sistemática de dados padronizados;
-  Mais de 700 oportunidades de trabalho geradas por ano e
- 1 milhão de pessoas por ano nos Centros de Visitantes.

Populações começam a se recuperar
Análise detalhada dos números
Mais de 37 milhões de filhotes protegidos
Conheça alguns prêmios recebidos

 

Petrobras