pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Gigantes chegam mais cedo para a desova e são mortas nas redes de pesca

07/11/2011 - Normalmente, chegam em novembro ou dezembro, mas nesta temporada 2011/2012 as tartarugas de couro ou gigantes começaram a aparecer no começo de outubro, no Espírito Santo. ↓

Gigantes chegam mais cedo para a desova e são mortas nas redes de pesca

Mais um indivíduo dessa espécie criticamente ameaçada de extinção é morto pelas redes de pesca

Normalmente, elas chegam em novembro ou dezembro, mas nesta temporada 2011/2012 as tartarugas de couro ou gigantes (Dermochelys coriacea) começaram a aparecer no começo de outubro, no Espírito Santo, onde esta espécie ocorre. Foram oito registros em Povoação e quatro em Comboios - embora não tenham sido confirmadas desovas em todos eles. Importante, no entanto, explica o oceanógrafo Joca Thomé, coordenador regional do Tamar, é que são 12 registros agora, enquanto no ano passado nenhum individuo apareceu nessa época.

Mas o início da temporada reprodutiva no Espírito Santo também trouxe notícias ruins, anuncia o coordenador do Tamar: em 18 de outubro, durante o monitoramento noturno, pesquisadores da base de Povoação, município de Linhares, encontraram uma gigante morta encalhada na praia.

É mais um individuo dessa espécie, criticamente ameaçada de extinção, capturado e morto pelas artes de pesca, lamenta Joca Thomé. “Este ficou preso em uma rede de espera. Encontramos morto na praia com a corda da rede enrolada no pescoço e nadadeiras anteriores. Quando é presa somente pela malha, a tartaruga rompe a rede e consegue escapar”, relatou.

O animal era um macho de 1,57m de comprimento por 1,15m de largura de casco. O fato comoveu a comunidade de Povoação, onde muitos moradores nunca viram uma tartaruga gigante viva.

Saiba mais sobre a espécie:

A maior tartaruga marinha de todas
A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg. Saiba mais sobre esta espécie fascinante.

Espírito Santo tem o maior número de desovas de tartarugas de couro
A espécie é considerada como criticamente em perigo de extinção e está exposta a vários riscos; situação preocupante, alertam os pesquisadores.

 

Tartaruga Cabeçuda ou Mestiça

Regência - ES

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras