pagina inicial
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

150 estudantes por ano

As bases do Tamar recebem, anualmente, cerca de 150 estudantes e recém formados das áreas de ciências biológicas, oceanografia, medicina veterinária e afins, que participam da rotina de atividades para a conservação das tartarugas marinhas. Há também, nas várias regionais, estudantes das áreas de administração e economia atuando nos escritórios da Fundação Pró-Tamar.

Desde que o programa de estágio foi implantado, há 30 anos, o Tamar recebeu mais de 1.500 estudantes, provenientes de diferentes universidades e instituições educacionais, brasileiras e estrangeiras. Mas esse número representa apenas 5% da altíssima demanda que o Projeto não consegue absorver, por falta de recursos.

Os estagiários recebem capacitação específica, de acordo com as atividades da base onde irão atuar, o que pode incluir: trabalho de campo junto aos pescadores; monitoramento das praias nas áreas de desova; monitoramento de atividade pesqueira; atendimento ao público dos Centros de Visitantes, palestras, oficinas e outras atividades de educação ambiental com as comunidades, turistas; e reabilitação de tartarugas marinhas.

O período de estágio varia de um a seis meses, dependendo da regional e das atividades a serem desenvolvidas. A carga horária é adequada às necessidades do trabalho com as tartarugas marinhas e seu comportamento. Isto requer dos estagiários e treinees flexibilidade para atuar em qualquer horário do dia ou da noite. A rotina inclui realizar tarefas muito cedo ou tarde da noite, incluindo finais de semana e feriados, até mesmo em festas tradicionais como Natal e Ano Novo.

Bases que recebem estagiários:

Bahia
Sergipe
Pernambuco
Rio Grande do Norte
Ceará
Espírito Santo
Rio de Janeiro
São Paulo