pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Escola parceira do Tamar no Ceará recebe prêmio por projeto com tartarugas marinhas

10/03/2015 - Saiba como duas professoras mostraram o universo das tartarugas marinhas para seus alunos e ainda ganharam uma brinquedoteca. Leia mais. ↓

A escola E.E.I.E.F. Laura Furtado do Nascimento recebeu um prêmio pelo projeto de duas professoras com o título 'Encontro e descoberta da tartaruga marinha'. A escola fica na localidade de Volta do Rio, onde o Tamar também está presente, em Acaraú, no norte do Ceará, a 255 quilômetros de Fortaleza. O concurso com o tema “Escola: Lugar de brincadeira, cultura e diversidade" foi promovido pela parceria entre o Ministério da Cultura e a Universidade Federal do Ceará para premiar 40 instituições (creches e escolas públicas). Essa é uma das escolas parceiras do Tamar nos últimos 10 anos. 

O prêmio foi concedido ao projeto "Brincando e aprendendo no encontro e descoberta da tartaruga marinha", com atividades lúdicas direcionadas a 20 crianças do pré 1 e pré 2, com idades entre 4 e 5 anos. O projeto foi concebido pelas Professoras Nacélia Costa e Cristiane Lima, com a participação de uma criança integrante da 'Brigada Ecológica da Tartaruga Marinha', programa de educação ambiental desenvolvido pelo Tamar desde 2005 no Ceará, como conta o coordenador do Tamar no estado, Eduardo Lima.

O processo de construção e as atividades propostas levaram a instituição a ganhar o prêmio. Teve encontro dos pais na escola para apresentação do projeto, histórias contadas em diferentes gêneros, palestra com representante do Projeto Tamar, atividades individuais e coletivas, construção de brinquedos com garrafa pet e caixa de ovos, cartaz com imagem de tartaruga com tampinhas, visita guiada ao Tamar em Almofala/CE e ao website da organização, confecção de um livro, jogos demonstrando o percurso que a tartaruga marinha faz ao sair do ovo até o mar, jogo da velha com imagem de tartaruga, quebra-cabeça utilizando os números com formato do casco da tartaruga, entre outras atividades. O prêmio foi no valor de dez mil reais, que serão aplicados na organização de uma brinquedoteca.

"Foi muito importante repassar os conhecimentos sobre as tartarugas marinhas de maneira prazerosa para que os alunos pudessem entender que um dos principais culpados pela extinção desses animais éramos nós, seres humanos. Foi necessário, portanto, explicar que ao pegar os ovos da tartaruga para comer iríamos impedir o nascimento dos filhotes, ao jogar as redes no mar, elas iriam ficar presas e morrer, que ao consumir as tartarugas como alimento elas iriam desaparecer e que o lixo jogado no mar e nas praias ingerido por elas era também responsável por mortes desses animais. O principal objetivo desse projeto foi mostrar que nós podemos mudar essa realidade. Essa experiência exitosa foi um conhecimento adquirido pelos professores, alunos, familiares e nossa comunidade". Profa. Nacélia Costa.

"Foi um momento único, que proporcionou às crianças muitos questionamentos, e por meio destes adquiriram bastante conhecimento sobre a vida e a preservação da tartaruga. A interação professor/aluno foi muito gratificante, assim como o resultado obtido pela experiência, levando também às famílias uma reflexão sobre o cuidado que devemos ter com as tartarugas marinhas". Profa. Cristiane Lima.

Tartaruga Cabeçuda ou Mestiça

Praia do Forte - BA

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras