pagina inicial
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

As praias de desova apresentam características propícias a um monitoramento diário, inclusive noturno nas áreas principais.

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

Excelente condição para desenvolvimento de pesquisas sobre biologia e comportamento das tartarugas marinhas em ambiente natural, sobretudo debaixo d’água.

Fernando de Noronha

Área de alimentação, crescimento e repouso p/ juvenis da tartaruga-verde e tartaruga-de-pente.

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

A praia do Leão, principal área de desova do arquipélago, tornou-se o embrião do Parque Nacional Marinho, criado por decreto federal, em 1988.

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

Filhotes de tartaruga-verde

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex
  • ex

O arquipélago de Fernando de Noronha, composto por 21 ilhas e ilhotas de origem vulcânica, está situado a 345km de Natal, capital do Rio Grande do Norte/RN e a 545Km de Recife, capital de Pernambuco/PE. É sítio de reprodução da tartaruga-verde (Chelonia mydas), que utiliza as praias arenosas do lugar para desovar entre os meses de dezembro e julho. É também área de alimentação, crescimento e repouso para juvenis desta espécie e da tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata).

As praias de desova apresentam características propícias a um monitoramento diário, inclusive noturno nas áreas principais. A do Leão concentra 80% das ocorrências. As demais desovas acontecem ao longo do mar de dentro, entre as praias do Sancho e da Conceição. Cada estação reprodutiva, registra em média 100 desovas, gerando 8.900 filhotes da tartaruga verde.

O Tamar iniciou suas atividades na região em 1984, quando o arquipélago ainda era território federal administrado pela Aeronáutica (hoje é território do Estado de Pernambuco). Em 1986, foi criada a APA-Área de Proteção Ambiental. A praia do Leão, principal área de desova do arquipélago, tornou-se o embrião do Parque Nacional Marinho, criado por decreto federal, em 1988.

Fernando de Noronha é uma das bases mais importantes para o trabalho do Tamar. É um verdadeiro laboratório natural, pois a transparência do mar oferece excelente condição ao desenvolvimento de pesquisas sobre a biologia e comportamento das tartarugas marinhas em ambiente natural, sobretudo debaixo d’água.

Além do monitoramento de fêmeas, durante o período reprodutivo, a base mantém um programa de marcação e recaptura de tartarugas que utilizam o arquipélago como área de alimentação, crescimento e repouso, durante uma etapa do seu ciclo de vida. Desde 1990, mais de mil tartarugas já foram marcadas pelo Tamar através desse programa, em que os pesquisadores realizam mergulho livre, autônomo ou rebocado.

Além do mais, o grande fluxo turístico que o arquipélago registra é estratégico para o trabalho de sensibilização e educação ambiental, principalmente através do Centro de Visitantes-Museu Aberto das Tartarugas Marinhas.

Alameda Boldró, s/n, Caixa Postal 50 - CEP 53.990-000 - Tel (81) 3 619-1171/1174 - Fax (81) 3619-1367 - e-mail: infonoronha@tamar.org.br

Fernando de Noronha - PE