Home
Sea Turtles
Visitors
Student
Communities
Press

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Read more

Newsletter Release

Gravado pela ORSSE 1º movimento de sinfonia para as tartarugas marinhas

30/09/2017 - Eretmochelys imbricata é o Primeiro Movimento da Sinfonia Quelônica, em referência aos quelônios ameaçados de extinção. Leia mais. ↓

ORSSE, Nina, Luciano

Eretmochelys imbricata é o Primeiro Movimento da Sinfonia Quelônica, em referência aos quelônios ameaçados de extinção, especialmente composta pelo diretor musical do Projeto TAMAR, instrumentista, compositor, arranjador e maestro Luciano Calazans. A gravação de parte de um videoclipe com a primeira execução pública da obra pela Orquestra Sinfônica de Sergipe – ORSSE aconteceu no dia 21 de setembro de 2017, no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju. A sinfonia marca os 35 anos de parceria entre o TAMAR e a Petrobras.

“Como diz o nosso amigo Jorge Vercillo, Ela Une Todas as Coisas. Para nós, a música une ciência, conservação, cultura, pessoas e ideias para a proteção das tartarugas marinhas”, diz o oceanógrafo fundador e coordenador nacional do Projeto TAMAR, Guy Marcovaldi.

A música é um importante meio de divulgação das mensagens do TAMAR. Deixa a Tartaruga Nadar, Bichos do Mar, Plástico é um Saco, Condomínio Underground são títulos de algumas das canções de sucesso nas paradas dos Museus da Tartaruga Marinha. “A sinfonia é um presente do Luciano para nós, pelo aniversário de 35 anos da parceria com a Petrobras, em alto nível de qualidade musical, um privilégio que estamos ansiosos para ouvir com todos os movimentos, em 2018. Este primeiro foi emocionante! Parabéns à ORSSE, nosso agradecimento ao maestro Guilherme Mannis, ao Teatro Tobias Barreto, aos músicos, produtores e toda equipe que tornou possível a realização deste sonho”, diz Marcovaldi.

Para o autor Calazans, a noite foi de plena satisfação. “É como ver um filho nascer, pude sentir um prazer imensurável naqueles sete minutos em que todos os instrumentos ressoavam o eclodir dos ovos, o primeiro andamento da vida, a mãe que cava o ninho e semeia seus descendentes na areia, os filhotes que brotam e correm para o mar, os perigos que enfrentam até retornar 30 anos depois para a praia onde nasceram, e tudo recomeça”, conta o compositor da Quelônica.

O processo de criação envolveu pesquisa de campo para vivenciar algumas fases do ciclo de vida das tartarugas marinhas, visitas ao TAMAR, entrevistas com biólogos, oceanógrafos, veterinários, que orientaram toda a parte técnica. “A tartaruga-de-pente, Eretmochelys imbricata, é o nome do primeiro movimento, por ser das cinco espécies a mais ameaçada de extinção. Os movimentos seguintes trarão os nomes das outras espécies e em cada acorde farão vibrar o som da natureza em sua forma mais selvagem”, diz Calazans.

O videoclipe tem lançamento esperado em 2018. “A fase agora é de pré-produção, vamos editar o material e seguir nas próximas fases encorpando o conteúdo com imagens de tartarugas marinhas e informações, harmonizando este movimento de música e mar, que é uma coisa linda e mágica”, diz Nina Marcovaldi, diretora do videoclipe.

O Projeto TAMAR começou em 1980 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. Com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, hoje o Projeto é a soma de esforços entre a Fundação Pró-TAMAR e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.  Visite www.tamar.org.br Mais informações: 71 3676-1045

Turtle Oliva

-

Visitors Center

More information - View previous information